Análise das Repercussões do Ambulatório de Saúde Indígena nos Processos de Formação Acadêmica na UnB: Olhares Indígenas

  • Rayanne Cristine Máximo França Universidade de Brasília - UnB
Palavras-chave: saúde indígena, formação em saúde, interculturalidade

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rayanne Cristine Máximo França, Universidade de Brasília - UnB

Graduada em Enfermagem na Universidade de Brasília. Pesquisadora do Laboratório de Saúde do Trabalhador e Saúde Indígena/UnB. Colaboradora direta da Rede Juventude Indígena do Brasil (REJUIND). Ponto focal da América Latina e Caribe no Caucus Global de Juventude Indígena juntos as Nações Unidas. Tem experiência na área de saúde indígena e educação, com ênfase em saúde, gestão de projetos, etnicidade e políticas públicas para povos indígenas; ensino superior; educação indígena; políticas de saúde; participação social e interculturalidade. Mestranda em Políticas Públicas e Desenvolvimento, na Universidade de Brasília.

Publicado
2018-12-30
Como Citar
FrançaR. C. M. Análise das Repercussões do Ambulatório de Saúde Indígena nos Processos de Formação Acadêmica na UnB: Olhares Indígenas. Interethnic@ - Revista de Estudos em Relações Interétnicas, v. 21, n. 3, p. 8-9, 30 dez. 2018.
Seção
Outros trabalhos acadêmicos e técnicos