Apropriação e gestão de uma “terra”: A experiência Waiãpi (Amapá, Brasil)

Dominique Tilkin Gallois

Resumo


Os Waiãpi vivem numa terra sem invasões, que eles mesmos demarcaram, numa extensão de 603.000 ha. de floresta tropical. Agora, buscam alternativas de desenvolvimento para a exploração exclusiva dos recursos da terra cujos limites eles construiram, ao longo de muitos anos, na forma de experiência de gestão de um espaço coletivo.  Este artigo visa contribuir para uma reformulação radical da política indigenista oficial do estado brasileiro com a descrição de uma experiência localizada, mas passível de ser estendida à demarcação de outras áreas indígenas da Amazônia.


Palavras-chave


Auto-demarcação; políticas indigeinistas; Brasil

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Interethnic@ - Revista de estudos em relações interétnicas



ISSN 2318-9401
 
Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.