El Eternauta: as leituras de um clássico dos quadrinhos na atualidade

Sebastian Horacio Gago

Resumo


Este artigo se propõe a estudar a recepção da obra do quadrinhista Héctor Germán Oesterheld. O seu título El Eternauta, é considerado hoje em dia um clássico da literatura argentina.  Construímos uma abordagem teórica e metodológica qualitativa do consumo de quadrinhos, que nos permite estudar a leitura em relação a uma série de condições de produção de sentido: a trajetória de consagração da obra e do autor, o momento histórico do consumo, e as biografias leitoras dos indivíduos. Nossa principal conclusão indica que a mudança parcial de posição de Oesterheld dentro do campo dos quadrinhos da Argentina – de roteirista da indústria editorial, passou a ser valorado como um intelectual desaparecido –, deixa sua marca nas leituras atuais da sua obra em direção a uma maior carga de níveis políticos de interpretação.


Palavras-chave


Quadrinhos; Oesterheld; Leitura; Sentido; Eternauta

Texto completo:

PDF


ISSN 2318-1729

Licença Creative Commons
história, histórias: Revista do Programa de Pós-graduação em História da UnB é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Baseado no trabalho em seer.bce.unb.br.

ISSN 2318-1729