Os dissabores amordaçados da velhice em Lygia Fagundes Telles e Clarice Lispector

Palavras-chave: velhice, literatura brasileira, modos de subjetivação

Resumo

Esse artigo objetiva mostrar o conceito de velhice feminina no Brasil dos anos 1970 a partir da análise de “Senhor Diretor” e “A partida de trem”, dois contos escritos respectivamente por Lygia Fagundes Telles (1977) e Clarice Lispector (1974). Para tanto, fizemos um levantamento bibliográfico e, baseando-nos em investigadores como Ferreira (2014) e Beauvoir (1990), entre outros, analisamos psicológica e literariamente as personagens Maria Emília e Maria Rita, as protagonistas dos contos supracitados. Ao colocá-las em paralelo, verificamos o quanto o envelhecer da mulher pode ser marcado por modos de subjetivação negativos que causam sofrimento por rejeição, baixa autoestima, solidão, introjeção de pré-noções distorcidas, negação da sexualidade e desesperança e que, apesar dos contos em questão reforçarem esses padrões sócio-historicamente construídos, essa pesquisa tem como relevância também mostrar a velhice sob um prisma de plenitude e de busca de sentido de vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AMATUZZI, Mauro Martins (1989). O resgate da fala autêntica: filosofia da psicoterapia e da educação. São Paulo: Papirus.
BEAUVOIR, Simone de (1990). A velhice. 4 ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.
BUBER, Martin (1979). Eu e tu. Introdução e tradução de Newton Aquilles Von Zubben. 2 ed. São Paulo: Cortez e Moraes.
FARIAS, Rafaela Felex Diniz Gomes Monteiro de (2007). A disciplina do corpo feminino em “Senhor Diretor”, de Lígia Fagundes Teles. Revista Fórum Identidades, Itabaiana, v. 2, n. 2, p. 1-7, jul./dez.
FERREIRA, Josye Gonçalves (2014). Velhice desejante: sexualidade e envelhecimento na ficção de Lygia Fagundes Telles. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Estadual de Montes Claros, Montes Claros/MG.
FIGUEIREDO, Adriana Giarola Ferraz (2011). A problemática da mulher de terceira idade em contos de Clarice Lispector: uma leitura de “A partida do trem”. Anais do SILEL, v. 2, n. 2. Uberlândia: EDUFU, p. 1-6.
FOUCAULT, Michel (1999). História da sexualidade humana 1: A vontade de saber. Tradução de Maria Thereza da Costa Albuquerque e J. A. Guilhon Albuquerque. 13 ed. Rio de Janeiro: Graal.
FOUCAULT, Michel (2007). Vigiar e punir: nascimento da prisão. Tradução de Raquel Ramalhete. 34 ed. Rio de Janeiro: Vozes.
FRANKL, Viktor Emil (2015). Em busca de sentido: um psicólogo no campo de concentração. 25 ed. São Paulo: Vozes.
FREUD, Sigmund (1987). Luto e melancolia [1917]. In: FREUD, Sigmund. Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago. v. XIV.
IRIGARAY, Tatiana Quarti; SCHNEIDER, Rodolfo Herberto (2007). Prevalência de depressão em idosas participantes. Revista de Psiquiatria do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, v. 29, n. 1, p. 19-27, jan./abr.
LISPECTOR, Clarice (1974). Onde estivestes de noite. Rio de Janeiro: Francisco Alves.
PEDRA, Mabel Knust (2010). Sombra silenciosa: impotência e solidão em dois contos de Lygia Fagundes Telles. Darantina Revista Eletrônica, Juiz de Fora, v. 1, n. 1, p. 1-15.
PRAZERES, Lílian Lima Gonçalves dos (2015). Femininos, identidades e trânsitos em narrativas de Clarice Lispector. Dissertação (Mestrado em Letras) – Centro de Ciências Humanas e Naturais, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória/ES.
PRAZERES, Lílian Lima Gonçalves dos; MIGLIEVICH-RIBEIRO, Adelia (2017). Processos de libertação (descolonização) no conto “Partida do trem”, de Clarice Lispector. Antares – Letras e Humanidades, Caxias do Sul, v. 9, n. 8, p. 172-194.
RABELO, Sebastião Augusto (2009). O narrador: do tradicional ao moderno. Revista Eletrônica Via Litterae, Anápolis, v. 1, n. 1, p. 240-255.
SOUZA, Rinaldo Pereira de (2013). O ser da mulher idosa na literatura: entre o sagrado e o profano. Dissertação (Mestrado em Letras) – Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia.
TELLES, Lygia Fagundes (1997). Seminário dos ratos. São Paulo: Companhia das Letras.
ZIMERMAN, Guite (2000). Velhice: aspectos biopsicossociais. Porto Alegre: Artmed.
Publicado
2019-02-06
Como Citar
Rabelo Câmara, Y., & Rabelo Câmara, Y. M. (2019). Os dissabores amordaçados da velhice em Lygia Fagundes Telles e Clarice Lispector. Estudos De Literatura Brasileira Contemporânea, (56), 1-10. https://doi.org/10.1590/2316-40185611