Crise, uma condição intrínseca à modernidade: realidades e horizontes da sociedade contemporânea

Rodolfo Rodrigo Santos Feitosa

Resumo


Este texto é uma resenha da obra "Estado de Crise" escrita por Carlo Bordoni e Zygmunt Baumna, publicada no Brasil no corrente ano. Neste sentido, apresenta-se a obra em questão com a criticidade pertinente ao bom exercício do comentário, buscando destacar as principais ideias trabalhadas pelos autores apreendendo-as dentro do cenário geral que a obra sucita acerca da condição permanete da crise na sociedade contemporânea. São debatidos os entendimentos convergentes bem como os pontos de distinção guardados pelos autores e que se apresentam no decorrer do livro, possibilitando uma acessível percepção tanto das incursões gerais realizadas como os enfoques dados sobre aspectos singulares. O objetivo, neste caso, não foi o de esgotar nenhum aspecto particular da obra mas apresentá-los de modo a institigar os leitores a se aaprorpiarem desse rico debate trazido à tona pela dupla de sociólogos que assinam a autoria dessa obra.

Palavras-chave


Bauman, Bordoni, Estado, Crise, Modernidade, Democracia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/s0102-69922017.3202013





Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial 3.0 Unported License.

 

ISSN 0102-6992 versão impressa

ISSN 1980-5462 versão on-line

QUALIS A1