Bakhtin e ecolinguística: diálogos possíveis

Marta Maria Covezzi, Márcia de Moura Gonçalves, Simone de Jesus Padilha

Resumo


Este texto apresenta parcialmente pesquisa doutoral que investiga a influência da língua francesa oralizada e da Língua Francesa de Sinais (LFS) na Língua Brasileira de Sinais. As análises do corpus serão fundamentadas nos conceitos dos estudos bakhtinianos buscando correlacioná-los a conceitos da Ecolinguística. Partindo da interação verbal, noção comum e basilar a ambas as teorias, apontamos a possibilidade de diálogo entre seus conceitos essenciais e complementares. Pretendemos, neste trabalho, demonstrar que esse encontro nos dará argumentos consistentes para as discussões sobre o trajeto sócio-histórico dos empréstimos linguísticos de origem francesa e esclarecimentos à constituição da Libras.

Palavras-chave:Estudos Bakhtinianos. Ecolinguística. Língua Francesa. LSF e Libras

 

Abstract:This text is a part of doctoral research entitled Linguistic Loans from the French language into Libras, looking at Bakhtin in order to investigate the contributions of French and French Sign Language (FSL) to Libras, aided by Ecolinguistics concepts. The starting point for both theories is the verbal interaction. We will investigate a possible dialogue between Bakhtin’s concepts of dialogism, language as interaction and Ecolinguistics’ multilingualism, language contact, and language. The confluence of these two theories will base for the discussions on the socio-historical path of loanwords of French origin in Libras as well as for an attempt at explaining their role in the formation of Libras.

Keywords:Bakhtin Studies. Ecolinguistics. French Language. FSLand Libras.


Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, Mikhail Mikhailovitch. (1952-1953). Os gêneros do discurso. In: Estética da Criação Verbal. Trad. Paulo Bezerra. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011. 476 p.

_____; VOLOCHINOV, Valentin Nikolaievich. [1929]. Marxismo e Filosofia da Linguagem. Trad. Michel Lahud &Yara Frateschi Vieira. 16. ed. São Paulo: Hucitec, 2014. 203 p.

COUTO, E. K. N. N. Ecolinguística: um diálogo com Hildo Honório do Couto. Coleção Linguagem & Sociedade. V. 4, Campinas, SP :Pontes Editores, 2013. 155.

COUTO, Hildo H. Contatos entre francês e português ou influências do primeiro no segundo. Synergies Brésil. nº spécial 12, 2010, p. 107 – 116.

____, Hildo H. Ecolinguística: estudo das relações entre línguas e meio ambiente. Brasília:Thesaurus, 2007.

____, Hildo H. Linguística, ecologia e ecolinguística: contato de línguas. São Paulo: Contexto, 2009.187 p.

____, Hildo H. O que vem a ser ecolinguística, afinal? Cadernos de Linguagem & Sociedade, v. 14, n. 1, 2013, p. 275- 313.

____, Hildo H. et al. (Org.) O paradigma ecológico para as ciências da linguagem: ensaios ecolinguísticos clássicos e contemporâneos. Goiânia: Ed. UFG, 2016.

DELAPORTE, Yves. Dictionnaire étymologique et historique de la langue des signes française : origine et évolution de 1200 signes. Les Essarts-le-Roi : Éditions du Fox, 2007.

DESCOURS, Pauline. L'histoire de la langue des signes française et de la langue des signes brésilienne: quelles influences pour les populations sourdes?. Linguistics. 2011.

DUARTE, A. S. Ensino de libras para ouvintes numa abordagem dialógica: contribuições da teoria bakhtiniana para a elaboração de material didático. 2011. 327 p. Dissertação (Mestrado em Estudos de Linguagens)-Instituto de Linguagens, Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, MT, 2011.

______. Alteridade: o sujeito na educação contemporânea forjado com os fragmentos medievais. In: Silva, S. S. O. (Org.) Políticas educacionais e formação de professores: experiências e práticas pedagógicas. Curitiba: Appris, 2016. p. 247-261.

SOFIATO, C. G.; REILY, L. Justaposições: O primeiro dicionário brasileiro de língua de sinais e a obra francesa que serviu de matriz. Revista Brasileira de Educação Especial, v. 18, p. 569-586, 2012.

SOUZA, Geraldo Tadeu. Introdução à teoria do enunciado concreto do círculo Bakhtin/Volochinov/Medvedev. São Paulo: Humanitas/FFLCH/USP, 2002.

VOLOCHÍNOV, Valentin Nikolaievich. Que é a linguagem. In A construção da Enunciação e Outros ensaios. São Carlos: Pedro & João Editores, 2013. p.131-156.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ECO-REBEL - Revista brasileira de ecologia e linguagem - ecorebelbrasil@gmail.com / hiho@unb.br