Samuel Wainer: entre Diretrizes e Ultima Hora

  • Thiago Fidelis

Resumo

O presente artigo tem como objetivo discutir uma parte da trajetória de Samuel Wainer, jornalista que entrevistou em 1949 Getúlio Vargas, em sua propriedade no interior do Rio Grande do Sul. Dentre os vários assuntos discutidos, o então senador e ex-presidente teria declarado que seria novamente candidato ao posto máximo do Executivo na eleição do ano seguinte. A partir daí Wainer, que durante o governo de Vargas teve sua revista, Diretrizes, fechada por conta da ação da censura e exilou-se para fugir da repressão do Estado Novo, acabou se aproximando do político gaúcho e foi um dos repórteres que acompanhou toda a candidatura vitoriosa de Getúlio. Pouco tempo depois da posse, em 1951, o jornalista fundou o jornal Ultima Hora, publicação que disputaria espaço no campo jornalístico para, ao contrário dos outros diários, defender o governo e o legado de Vargas, buscando direcionar as ações do mandatário de maneira positiva. Assim, foi discutido o caminho de Wainer entre Diretrizes e Ultima Hora, indicando como o então perseguido político passou a ser uma das figuras mais próximas de Vargas durante seu último governo (1951-1954).

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-03-14