A Antiguidade Clássica em Sonho de uma Noite de Verão, de William Shakespeare

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Elisabeth Ramos

Resumo

 Com base no texto dramático de Sonho de uma noite de verão, o texto discute a importância da tradição clássica na Inglaterra dos séculos XVI e XVII, mostrando como William Shakespeare se apropria da cultura da Grécia e da Roma antigas e a recria em grande parte da sua produção dramática, mantendo não apenas aspectos técnicos do teatro clássico grego, como também fazendo uso de recursos temáticos que, muitas vezes, são deslocados da história para a ficção. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
RamosE. (2016). A Antiguidade Clássica em Sonho de uma Noite de Verão, de William Shakespeare. Dramaturgias, 1(1). https://doi.org/10.26512/dramaturgias.v1i1.9037
Seção
Dossiê

Referências

AGAMBEN, Giorgio. O que é o contemporâneo? e outros ensaios. Capecó: Argos, 2013.
BROWN, John Russell. A.C.Bradley on Shakespeare’s tragedies. London: Palgrave MacMillan, 2007
FRYE, Northrop. Anatomia da Crítica: quatro ensaios. Tradução de Marcus de Martini. São Paulo: Realizações Editora, 2013.
GARBER, Marjorie. Shakespeare after all. New York: Anchor Books, 2004.
HISCOCK, Andrew, LONGSTAFFE, Stephen (ed.). The Shakespeare handbook. London: Continuum, 2009
SHAKESPEARE, William. The complete Works. Ed. Stanley Wells e Gary Taylor. New York: Oxford University Press, 2005.