Ciência & Tecnologia Social



CHAMADA DE TRABALHOS PARA O NRO. 4 DA REVISTA C&TS

REGIME DAS NORMAS TÉCNICAS

Editor convidado Michelangelo Trigueiro, docente pesquisador de Sociologia da Ciência, do Departamento de Sociologia da Universidade de Brasilia, autor de "O Clone de Prometeu" (Ed. UnB, 2002) entre outras publicações.  

O número 4 da revista CTS. Direcionado para a temática do Regime das Normas Técnicas que envolve ampla disseminação pela sociedade de dispositivos vinculatórios entre as práticas tecnocientíficas e as práticas dos grupos profissionais. Expressam no Brasil, ações de matiz variado. São normas técnicas na vida cotidiana; abarcam desde os pesos e medidas, redação oficial, medicamentos, fármacos, drogas em geral, padronização edilícia,  patentes, direitos de propriedade intelectual, normatização psicossocial de saúde mental -  até a criação de um conjunto de dispositivos tecnico-administrativos na sociedade, nos mercados e no Estado para orientar o reconhecimento dos resultados decorrentes da produção tecnocientífica.

O regime das normas técnicas realiza o que, na concepção dos Estudos Sociais da Ciência & Tecnologia, tem sido tratado como as instâncias com capacidade reticular (em anatomia e biologia desde o XVI designa tecidos, estruturas, substâncias, formações que tem aspecto de rede, do lat. reticulum ou reticulus;rede de malhas pequenas, redezinha;  daí, reticula). O regime de normas técnicas atua na sociedade como dispositivo para permitir que a todo momento sejam reticulados ou entramados os vínculos entre o técnocientífico, e o cotidiano da vida (algo como um "tecido sem costura" na expressão de um autor de Estudos de Ciência europeus).


v. 2, n. 1 (2015): CTS e a Construção Social da Agroecologia


Capa da revista