EPISTEMES RURALES Y LA FORMACIÓN AGROECOLÓGICA EN LA VÍA CAMPESINA

  • Peter Rosset El Colegio de la Frontera Sur
Palavras-chave: Epistemologia, Pedagogia, Vía Campesina, Agroecologia

Resumo

A Agroecologia ocupa cada vez mais um lugar central no trabalho propositivo dos movimentos sociais rurais na América Latina, como parte da disputa territorial crescente com o capital, e na (re)construção de territórios camponeses e indígenas. Na Coordenação Latino-americana de Organizações do Campo (CLOC), representação continental dentro da Via Campesina Internacional (LVC), se tem construído experiências agroecológicas locais, nacionais, regionais e continentais de educação e formação. Essas experiências estão envolvidos em, e são enriquecidos por, processos regionais, continentais e globais na LVC, de troca de experiências e diálogo de saberes sobre agroecologia (Rosset e Martinez-Torres, 2012; Batista, 2013). Em essência, representa a construção coletiva de uma visão política e camponesa/indígena da agroecologia, que abarca uma pedagogia camponês emergente e diversa, da agroecologia.  Neste artigo, analiso as contribuições feitas a partir de três comuns ou típicas epistemes rurais, que por meio do diálogo entre eles, tem contribuído para essa visão e pedagogia emergente. Em particular, examino como é concebido e transmitido o conhecimento de forma diferenciada entre os movimentos rurais de identidades camponesas, indígenas e proletárias dentro da CLOC/LVC. Cada um tem contribuído elementos valiosos para a visão pedagógica e política coletiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Peter Rosset, El Colegio de la Frontera Sur

Profesor-Investigador Titular. El Colegio de la Frontera Sur (ECOSUR), Chiapas, México, la Red de Investigación-Acción sobre la Tierra (www.acciontierra.org) y, equipo técnico internacional, La Vía Campesina (www.viacampesina.org)

rosset@globalalternatives.org  

Publicado
2015-12-08
Como Citar
RossetP. (2015). EPISTEMES RURALES Y LA FORMACIÓN AGROECOLÓGICA EN LA VÍA CAMPESINA. Ciência & Tecnologia Social, 2(1). Recuperado de http://periodicos.unb.br/index.php/cts/article/view/7744