A semântica dos adjetivos de grau: uma possível relação com os nomes?

  • Kayron Beviláqua
Palavras-chave: adjetivos, nomes, graus, massivo-contável

Resumo

Neste squib exploramos a semântica da gradação proposta para os adjetivos, tendo como base fundamentalmente os trabalhos de Kennedy (1999) e Kennedy e McNally (2005), e buscamos relacioná-la ao domínio dos nomes (quanto ao seu caráter massivo-contável), estruturas que não são comumente tratadas como predicados graduais. Para tanto, na primeira seção, apresentamos o modelo semântico da gradação e a divisão proposta entre adjetivos relativos e absolutos. Na seção seguinte, discutimos os critérios de distinção massivo-contável e os diferentes tipos de nomes. Em seguida, realizamos os primeiros passos de aproximação semântica entre adjetivos e nomes, ao analisar o comportamento dos nomes em comparativas e na combinação com modificadores graduais. Por fim, fazemos um paralelo entre os diferentes tipos de escalas no domínio adjetival e as diferentes escalas no domínio massivo-contável. Concluímos que é possível uma aproximação; porém, a aplicação profunda do modelo de graus aos nomes traz alguns limites e problemas, tais como a cumulatividade de nomes plurais e a não restrição de certos quantificadores no PB, ao contrário do inglês.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-12-31