INTRODUÇÃOA RETOMADA DO USO DO ESPAÇO GEOGRÁFICO NO DISCURSO EUROPEU E DO BRASIL NO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO TERRITÓRIO - UMA INTRODUÇÃO

  • Alessandro Aveni
  • Rafael Sanzio Araújo dos Anjos

Resumo

O planejamento Europeu do território, na mudança de paradigmas, devidos ao desenvolvimento histórico da sociedade e das instituições, está desenvolvendo uma nova interpretação retórica, um novo discurso e um novo uso do conceito do espaço. No presente trabalho se apresenta uma explicação e uma contextualização desse tema em três partes. A primeira fala do conceito do espaço e sua importância na Geografia. A segunda explica como na Europa está reativado este conceito á luz da história do planejamento territorial dos últimos anos. Uma terceira parte conclusiva coloca as possibilidades futuras em assumir este novo discurso na discussão metodológica na geografia e no conceito de planejamento no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALBRECHTS L., HEALEY P. and KUNZMANN K. (2003) Strategic Spatial Planning and Regional Governance in Europe in Journal of the American Planning Association, vol. 69 (2)

ALBRECHTS L. Strategic (spatial) planning reexamined Environment and Planning Environment and Planning B: Planning and Design 31(5) 743 – 758. 2004

BECKER B., K. Amazônia. Geopolítica na virada do III Milênio. Rio de Janeiro: Garamond, 2004. 172 p.

CORRÊA R. L. et Ali., Geografia conceitos e temas. Editora Bertrand Brasil, Rio de Janeiro, 2001 Janeiro. Bertrand 2001.

CASTELLS M., A Sociedade em Rede. A era da informação: economia, sociedade e cultura; v.1, 12ª reimpressão São Paulo Paz e Terra, 2009.

DE MASI D. (org.) A sociedade pós-industrial. 4a ed. São Paulo Senac. 2003.

FARTHING S. (2008) National planning systems and city region planning in England and France. In: Atkinson, Rob and Rossignolo, Cristiana, (eds.) The Re-Creation of the European City. Techne Press, Amsterdam, pp. 177-198

EGLER P.G Perspectivas de uso no Brasil do processo de Avaliação Ambiental Estratégica Eduação e Meio Ambiente 2001. Disponível em:

HARVEY, David. A condição pós-moderna. Uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. São Paulo: Loyola, 1994

HARVEY, D. Explanation in Geography, London: Edward Arnold, 1969.

HEALEY P.“Rational method” as a mode of policy formation and implementation in land-use policy. Environment and Planning B; Planning and design10, pp 19-39,1983.

HEALEY P. Planning through Debate: The Communicative Turn in Planning Theory The Town Planning ReviewVol. 63, No. 2 (Apr., 1992), pp. 143-162 1992.

HEALEY P.; KHAKEE A et alli (Eds.) Making strategic special plans: innovations in Europe. London, University College London. 1997.

HEALEY P. Collaborative planning in perspective in Plnning Theory SAGE Publications (London, Thousand Oaks, CA and New Delhi) 2003 Vol. 2(2): 101–123

LA BLACHE, Vidal de. Príncipes de Geographie Humaine. Paris: Librairie Armand Collin, 1922.

MAARTEN HAJER and WIL ZONNEVELD Spatial Planning in the Network Society—Rethinking the Principles of Planning in the Netherlands European Planning Studies, Vol. 8, No. 3, 2000

MOURA, R. y de FIRKOWSKI, O. “La dimensión regional de las aglomeraciones urbanas brasileñas y los retos de gestión”. Pampa. Revista Interuniversitaria de Estudios Territoriales, año 3, n° 3, Santa Fe, Argentina, UNL (pp. 121-144). 2007.

RAFFESTIN C.,Per una Geografia de Potere, Unicopli Milano 1981

RAMOS R.A.R., Localização Industrial. Um modelo espacial para o Noroeste do Portugal. Tese de Doutorado. Universidade de Minho. Escola de Engenharia. Braga 2000.

SANTOS, M., A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. São Paulo: Hucitec, 1996.

SANTOS, M., Espaço e Método, São Paulo, Nobel 1997.

SANTOS M.;SILVEIRA M. L., O Brasil. Território e sociedade no inicio do século XXI, Editora Record Ltda, 13a ed. Rio de Janeiro 2010.

SUERTEGARAY D. M. A. Espaço Geográfico Uno E Múltiplo Revista electrónica de geografía y ciencias sociales Universidad de Barcelona Nº 93, 15 de julio de 2001

TOFFLER A. The third wawe Bantam Books 1980. TOURAINE, A. La Société post-industrielle. Paris, Danoel. 1969.

JEPSON E. J. Jr. Sustainability and Planning: Diverse Concepts and Close Associations Journal of Planning Literature 2001 15: 499.

Publicado
2016-07-04
Seção
Artigos