A visibilidade e a autoria do tradutor na tradução de quadrinhos

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Bianca de Lima Reys
Valéria Silveira Brisolara

Resumo

A questão da invisibilidade do tradutor é bastante debatida dentro dos estudos da tradução, sobretudo com relação a textos literários. Contudo, pouco se estuda a questão no contexto da tradução de quadrinhos, causando uma lacuna nessa área. No Brasil, a produção e a circulação de quadrinhos têm aumentado graças a sua crescente popularização, gerando uma nova demanda no mercado: a tradução de quadrinhos. Assim, o presente trabalho visa refletir sobre como se dá a questão da visibilidade do tradutor nos quadrinhos, trazendo alguns exemplos para discussão, para também refletir sobre possíveis motivos para que tal visibilidade seja mais possível em tal gênero. Para atingir seus propósitos e contribuir com o estudo da tradução de quadrinhos, o referencial teórico adotado enfoca possíveis relações entre texto e imagem de Barthes (1990), e algumas considerações sobre os quadrinhos de Umberto Eco (1993), que dão suporte às reflexões e análises.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
ReysB. de L., & BrisolaraV. S. (2018). A visibilidade e a autoria do tradutor na tradução de quadrinhos. caleidoscópio: Literatura E tradução, 2(2), 74 - 94. https://doi.org/10.26512/caleidoscopio.v2i2.10530
Seção
ARTIGOS