A Forma da Cama na República de Platão

  • Luca Jean Pitteloud UnB

Abstract

A principal tese que pretendo defender aqui é que, apesar de a Forma da Cama, na discussão da República, ser considerada inteligível, não é intenção de Platão incluir Formas de objetos artificiais em sua hipótese metafísica. A consideração do contexto permite entender por que a Forma da Cama é necessária para a argumentação do livro X, ainda que, como tal, não se deva assumir como parte da família das Formas. Em vez disso, sugiro que a crítica das artes imitativas no livro X, em última análise, depende da existência do inteligível como tal e não de certas Formas específicas.

Downloads

Download data is not yet available.
Published
2015-04-08
How to Cite
PitteloudL. J. (2015). A Forma da Cama na República de Platão. Archai: The Origins of Western Thought, 14(14), 51. https://doi.org/10.14195/1984-249X_14_5