A “superação” Schellinguiana do entendimento Plotiniano da transição do bem para a matéria e o mal

  • Edrisi Fernandes Universidade de Brasília

Abstract

Este artigo consiste em uma avaliação da conjuntura e implicações da afirmação por Friedrich Wilhelm Joseph [von] Schelling, em suas Investigações Filosóficas sobre a Essência da Liberdade Humana (1809), de que Plotino teria descrito a transição do Bem originário para a matéria e o mal de modo perspicaz mas insuficiente. Vislumbrando a necessidade de refutar a concepção gnóstica da matéria sensível e do tempo- spaço como sendo maus, Schelling não apenas estimou as deficiências da teodiceia de Plotino, construída antinomicamente em relação ao entendimento gnóstico do problema do Mal, mas também reconheceu suas virtudes, assimilando de Plotino contribuições essenciais à sua própria filosofia

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biography

Edrisi Fernandes, Universidade de Brasília
Pesquisador Colaborador Pleno, Prof. Convidado e Pós-doutorando em Filosofia, Universidade de Brasília (UnB)
Published
2013-06-02
How to Cite
Fernandes, E. (2013). A “superação” Schellinguiana do entendimento Plotiniano da transição do bem para a matéria e o mal. Archai: The Origins of Western Thought, (10), 127. Retrieved from http://periodicos.unb.br/index.php/archai/article/view/8371