A influência da 3ª hipótese do Parmênides de Platão na filosofia de Plotino e Jâmblico

  • Gabriela Bal Faculdade Santa Marcelina

Abstract

Este artigo discute a influência da segunda parte do Parmênides de Platão, e mais especificamente a sua 3ª hipótese, na obra de Plotino e Jâmblico. Ou seja, a inter- elação entre a apropriação do conceito central da 3ª hipótese, o instante (exaiphnes), (1) em Plotino através da apropriação original do conceito de presença (parousia) e (2) em Jâmblico quando da modificação da estrutura das hipóteses parmenidianas, ao introduzir antes da primeira hipótese, o Inefável, e deslocar a alma para a 4ª hipótese, alocando na 3ª hipótese, os daemons, os anjos e os heróis. A posição da alma na estrutura das hipóteses irá determinar a ascese proposta por cada um deles: se para Plotino a ascese é intelectual, para Jâmblico a mesma se realiza, depois de esgotados os recursos filosóficos, através da teurgia, entendida como um complemento e não em oposição à filosofia, sendo esta a sua novidade.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biography

Gabriela Bal, Faculdade Santa Marcelina

Professora na Faculdade Santa Marcelina – FASM - São Paulo

Published
2013-06-02
How to Cite
BalG. (2013). A influência da 3ª hipótese do Parmênides de Platão na filosofia de Plotino e Jâmblico. Archai: The Origins of Western Thought, (10), 113. Retrieved from http://periodicos.unb.br/index.php/archai/article/view/8370