Escalas do urbano e o alcance de “pequenas” mobilizações sociais

O Março das Mulheres em Santarém (PA)

  • Telma de Sousa Bemerguy

Resumo

No dia 8 de março de 2018, milhares de mulheres foram às ruas em todo o Brasil para defender pautas relacionadas à luta pela igualdade de gênero. A grandiosidade das marchas realizadas nas metrópoles do país, compostas por uma multidão de mulheres, trios elétricos, bandeiras gigantescas e faixas incontáveis, compõe o principal referente imagético relacionado aos atos do Dia Internacional da Mulher (8M). Nesse ensaio, exploro outras proporções de mobilizações sociais urbanas e apresento registros do Ato 8M realizado em Santarém, um município de aproximadamente 300 mil habitantes, localizado no Estado do Pará. Exponho imagens de um ato público onde apenas um microfone e um megafone passavam de mão em mão, de registros de uma marcha animada por dois instrumentos de percussão, um pequeno carro de som e pelas vozes de cerca de cinquenta mulheres em sua luta “contra os poderosos de todo o mundo”.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-11-28
Como Citar
Bemerguy, T. (2018). Escalas do urbano e o alcance de “pequenas” mobilizações sociais. Anuário Antropológico, 43(2). Recuperado de http://periodicos.unb.br/index.php/anuarioantropologico/article/view/19707
Seção
Ensaios visuais