A ABORDAGEM HUMANITÁRIA À JURÍDICA NA BUSCA DE PESSOAS VÍTIMAS DE DESAPARECIMENTO FORÇADO tensões e notas para uma reflexão crítica do giro forense

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Erika Liliana López

Resumo

Neste artigo mostro algumas das tensões e questões relacionadas a busca de pessoas desaparecidas, que considero relevantes, e o faço a partir de duas formas de conceber a “busca”: a busca humanitária e a busca legal. Eu apresento as características da busca, colocando seu centro de gravidade na forma “humanitária” para mostrar que, embora ambas tenham sido construídas separada e exclusivamente, a dualidade é um falso dilema que deve ser desconstruído. Amparo minhas afirmações em um trabalho de acompanhamento e de pesquisa colaborativa que desenvolvi nos últimos dois anos com grupos e famílias de desaparecidos que promovem suas respectivas buscas, no âmbito do Grupo de Pesquisa em Antropologia Social e Forense (GIASF). Nessa medida, as reflexões que compartilharei nesta oportunidade têm uma importante natureza coletiva, sendo minhas as suas limitações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
López, Erika. 2019. A ABORDAGEM HUMANITÁRIA À JURÍDICA NA BUSCA DE PESSOAS VÍTIMAS DE DESAPARECIMENTO FORÇADO. Abya-Yala: Revista Sobre Acesso à Justiça E Direitos Nas Américas 3 (2), 24 a 50. https://doi.org/10.26512/abya-yala.v3i2.23709.
Seção
Dossiê