Indicadores altmétricos em periódicos brasileiros da Ciência da Informação

Palavras-chave: altmetria, redes sociais online, ciência da informação, base de dados referenciais de artigos de periódicos em ciência da informação, Brasil

Resumo

O crescente volume informacional impulsionado pelo desenvolvimento das Tecnologias de Informação e Comunicação ampliou o foco sobre a busca por visibilidade de publicações no campo científico, elevando o grau de relevância de questões como a do reconhecimento acadêmico de pesquisadores, resultando no questionamento de medidas tradicionais de avaliação de impacto acadêmico. Este estudo tem como objetivo identificar a visibilidade de parte da produção científica brasileira da Ciência da Informação, a partir dos periódicos indexados na BRAPCI – Base de Dados Referenciais de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação, com o uso de dados de indicadores altmétricos de serviços de Redes Sociais Online e bases de dados vinculadas a websites de gerenciamento de referências. Constatou-se que os dados altmétricos ainda possuem baixa aderência no contexto dos periódicos brasileiros relacionados com a Ciência da Informação. Entre os fatores envolvidos destaca-se a inexistência de identificadores em aproximadamente oitenta por cento dos periódicos indexados pela BRAPCI e a baixa identificação de menções às publicações nos serviços de Redes Sociais Online. Conclui-se que estas métricas alternativas para complementar as métricas tradicionais ainda necessitam de aprofundamento teórico e destaca-se, como requisito, a necessidade de instrumentalização técnica por parte dos editores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ilídio Lobato Ernesto Manhique, UNESP - Universidade Estadual Paulista

Possui Graduação em História (2008), orientação em História Social pela Universidade Eduardo Mondlane de Moçambique, mestre em Ciência da Informação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Doutorando em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). É professor do Curso de Biblioteconomia e Documentação Escola Superior de Jornalismo de Moçambique. Membro fundador da Associação de Ciências da Comunicação e Informação de Moçambique (ACICOM);Colabora com a Biblioteca Nacional de Moçambique no âmbito da formação dos funcionários do Estado em Gestão de documentos e Arquivos Públicos. Na pesquisa atua, fundamentalmente, nas áreas de bibliotecas universitárias, mediação, competência informacional e comportamento informacional; Gestão documental e de arquivos públicos e comunicação científica.

Fernando de Assis Rodrigues, UNESP - Universidade Estadual Paulista

Doutor e Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação. Especialista em Sistemas para Internet pelo Centro Universitário Eurípides de Marília (UNIVEM). Bacharel em Sistemas de Informação pela Universidade do Sagrado Coração (USC). Membro dos grupos de pesquisa Novas Tecnologias em Informação - GPNTI (UNESP), Informação, Dados e Tecnologia - IDT (USP) e Dados e Metadados (UFSCar). Colaborador do Projeto de Extensão Competências Digitas para a Agricultura Familiar (CoDAF). Atua nas áreas da Ciência da Informação e da Ciência da Computação, com ênfase em Engenharia de Software, Bancos de Dados, Tecnologia de Informação e Comunicação e Ambientes Informacionais Digitais, focado principalmente nos seguintes temas: Privacidade, Redes Sociais, Coleta de Dados, Acesso a Dados, Linked Data, Linked Open Data, Metadados, Internet Applications, Linguagens de Programação, Banco de Dados e Bases de Dados, Governo eletrônico, Open Government Data e Transparência Pública.

Ricardo César Gonçalves Sant'Ana, UNESP - Universidade Estadual Paulista

Professor adjunto da Universidade Estadual Paulista - UNESP, Faculdade de Ciências e Engenharias - FCE, Campus de Tupã, em regime de dedicação exclusiva, onde é Coordenador Local do CENEPP-Centro de Estudos e Práticas Pedagógicas e Ouvidor Local. Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Estadual Paulista, Campus de Marília. Graduado em Matemática e Pedagogia, Mestrado em Ciência da Informação (2002), Doutorado em Ciência da Informação (2008) e Livre-Docente em Sistemas de Informações Gerenciais pela UNESP (2017). Possui especializações em Orientação à Objetos (1996) e Gestão de Sistemas de Informação (1998). Parecerista ad hoc de periódicos e de agências de fomento. Membro do Grupo de Pesquisa - Novas Tecnologias em Informação GPNTI-UNESP. Tem experiência na área de Ciência da Computação, atualmente realiza pesquisas com foco em: ciência da informação e tecnologia da informação, investigando temas ligados ao Ciclo de Vida dos Dados, Transparência e ao Fluxo Informacional em Cadeias Produtivas. Atuou como professor na Faccat Faculdade de Ciências Contábeis e Administração de Tupã, onde coordenou curso de Administração com Habilitação em Análise de Sistemas por dez anos e o curso de Licenciatura em Computação. Atuou no setor privado como consultor, integrador e pesquisador de novas tecnologias informacionais de 1988 a 2004.

Helen de Castro Silva Casarin, UNESP - Universidade Estadual Paulista

Possui graduação em Biblioteconomia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1992), mestrado em Ensino na Educação Brasileira pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1996), doutorado em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2002) e Livre-Docência pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2011). Atualmente é professor Adjunto III do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. É bolsista Produtividade em Pesquisa CNPq e líder do grupo de pesquisa "Comportamento e competência informacionais". Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em Biblioteconomia, atuando principalmente nos seguintes temas: comportamento informacional, competência informacional e biblioteca escolar.

Referências

ADIE, E; ROE, W. Altmetric: enriching scholarly content with article-level discussion and metrics. Learned publishing, v. 26, n. 1, p. 11-17, Jan. 2013. Disponível em: <http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1087/20130103/abstract>. Acesso em: 11 nov. 2017.

ALPERIN, J. P. Ask not what altmetrics can do for you, but what altmetrics can do for developing countries. Bulletin of the Association for Information Science and Technology, v. 39, n. 4, p. 18-21, 2013. Disponível em: <http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1002/bult.2013.1720390407/epdf>. Acesso em: 02 out. 2017.

ALTMETRIC. Digital Science & Research Ltd. Bookmarklet for Researchers – Altmetric it!. Altmetric – Comunicação científica e atenção online: em busca de colégios virtuais que sustentam métricas alternativas [recurso de dados]. Estados Unidos da América, 2018a. Disponível em: <https://www.altmetric.com/details/14895345?src=bookmarklet>. Acesso em: 23 maio 2018.

ALTMETRIC. Digital Science & Research Ltd. Bookmarklet for Researchers – Altmetric it!. Estados Unidos da América, 2018b. Disponível em: <https://www.altmetric.com/products/free-tools/bookmarklet/>. Acesso em: 23 maio. 2018.

ARAÚJO, R. F. Cientometria 2.0, visibilidade e citação: uma incursão altmétrica em artigos de periódicos da CI. Encontro Brasileiro de Bibliometria e Cientometria, v. 4, p. 1-8, 2014. Disponível em: <http://www.brapci.inf.br/index.php/article/view/0000014387/85d840bd07c105f25556f0b6e918d13e />. Acesso em: 11 nov. 2017.

ARAÚJO, R. F. Mídias sociais e comunicação científica: análise altmétrica em artigos de periódicos da ciência da informação. Em Questão, v. 21, p. 96, 2015. Disponível em: <https://doi.org/10.19132/1808-5245211.96-109>.

BORREGO, A. Altmétricas para la evaluación de la investigación y el análisis de necesidades de información. El Professional de Información, Julio-agosto, V. 23, n. 4, p. 352-257, 2014.

BORNMANN, L. Do altmetrics point to the broader impact of research? An overview of benefits and disadvantages of altmetrics. Journal of Informetrics, v. 8, p. 895–903, 2014. Disponível em: <https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1751157714000868>. Acesso em: 17 nov. 2017.

COSTAS, R; ZAHEDI, Z; WOUTERS, P. Do “altmetrics” correlate with citations? Extensive comparison of altmetric indicators with citations from a multidisciplinary perspective. Journal of the Association for Information Science and Technology, v. 66, n. 10, p. 2003–2019, 2015. Disponível em <https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1002/asi.23309>, acesso 16 Maio 2018.

GOUVEIA, F. C. Altmetria: métricas de produção científica para além das citações. Liinc em Revista, Rio de Janeiro, v. 9, n. 1, p. 214-227, maio 2013. Disponível em: <http://www.ibict.br/liinc>. Acesso em: 03 out. 2017.

HAUSTEIN, S. Grand challenges in altmetrics: heterogeneity, data quality and dependencies. Scientometrics, v. 108, n. 1, p. 413-423, Mar. 2016. Disponível em: <https://link.springer.com/article/10.1007/s11192-016-1910-9>. Acesso 03 out. 2017.

HAUSTEIN, S. et. al. Coverage and adoption of altmetrics sources in the bibliometric community. Scientometrics, v. 101, n. 2, p. 1145–1163. Disponível em <https://link.springer.com/article/10.1007/s11192-013-1221-3>, acesso 16 Maio 2018.

KURAMOTO, H. Acesso livre: um caso de soberania nacional? In: TOUTAIN, L. M. B. B. (Org.). Para entender a Ciência da Informação. Salvador: EDUFBA, 2007. p. 145-161.

MACIAS-CHAPULA, C. A. O papel da informetria e da cienciometria e sua perspectiva nacional e internacional. Ciência da Informação, Brasília, v. 27, n. 2, p. 134-140, maio/ago. 1998. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ci/v27n2/macias.pdf>. Acesso 13 jul. 2017.

McCORMICK, T. H. et al. Using twitter for demographic and social science research: tools for data collection and processing. Sociological methods & research, v. 46, n. 3, p. 390–421, August 2015. Disponível em: <http://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1177/0049124115605339>. Acesso 22 set. 2017.

McFEDRIES, P. Measuring the impact of altmetrics. IEEE Spectrum, v. 49, n. 8, p. 28, August, 2012. Disponível em: <http://ieeexplore.ieee.org/stamp/stamp.jsp?arnumber=6247557> Acesso em: 13 out. 2017.

MEADOWS, A. J. A comunicação científica. Brasília: Briquet de Lemos, 1999. 268 p.

MORIN, Edgar. Ciência com Consciência. 8 ed. -Rio de Janeiro: Bertrand, 2005.

PRIEM, J.; HEMMINGER, B.M. Scientometrics 2.0: toward new metrics of scholar-ly impact on the social web. First monday, v. 15, n. 7, Nov. 2010. Disponível em: <http://firstmonday.org/article/view/2874/2570>. Acesso em: 21 set. 2017.

PRIEM, J. et al. Altmetrics: a manifesto, out. 2010. Disponível em: <http://altmetrics.org/manifesto>. Acesso, 20 out. 2017.

ROBINSON-GARCÍA, N. et al. New data, new possibilities: exploring the insides of Altmetric.com. El profesional de la información, v. 23, n. 4, p. 359-366, jul. 2014. Disponível em: <https://arxiv.org/abs/1408.0135>. Acesso 03 out. 2017.

RODRIGUES, F. A. Coleta de dados em redes sociais: privacidade de dados pessoais no acesso via Application Programming Interface. Tese. Marília, Brasil: Universidade Estadual Paulista, 3 mar. 2017.

RODRIGUES, F. A.; SANT’ANA, R. C. G. Use of Taxonomy of Privacy to Identify Activities Found in Social Network’s Terms of Use. Knowledge Organization, v. 43, n. 4, p. 285–295, 2016.

SANTOS, B de S. Um discurso sobre as ciências na transição para uma ciência pós-moderna. Estudos Avançados. São Paulo, v. 2,n. 2, Aug. 1988.

SMALL, H. On the shoulders of Robert Merton: towards a normative theory of citation. Scientometrics, v. 60, n.1, p. 71-79, 2004.

SPINAK. E. Indicadores Cienciométricos. Ciência da Informação, Brasília, v. 27, n. 2, p. 141-148, 1998.

VANTI, N.; SANZ-CASADO, E. Altmetria: a métrica social a serviço de uma ciência mais democrática. TransInformação, Campinas, v. 28, n. 3, p. 349-358, set./dez., 2016. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-37862016000300349&script=sci_abstract&tlng=pt> Acesso em: 3 out. 2017.

Publicado
2019-02-04
Como Citar
Manhique, I. L., Rodrigues, F., Sant’Ana, R. C., & Casarin, H. (2019). Indicadores altmétricos em periódicos brasileiros da Ciência da Informação. Revista Ibero-Americana De Ciência Da Informação, 12(2), 515-532. https://doi.org/10.26512/rici.v12.n2.2019.9156