O conceito de memória nos anais do capítulo da International Society for Knowledge Organization ISKO-Brasil sob uma perspectiva epistemológica

  • Keitty Rodrigues Vieira Universidade Federal de Santa Catarina, Departamento de Ciência da Informação, Programa de Pós-Graduação, Florianópolis, SC, Brasil http://orcid.org/0000-0001-8649-0765
  • Cezar Karpinski Universidade Federal de Santa Catarina, Departamento de Ciência da Informação, Programa de Pós-Graduação, Florianópolis, SC, Brasil http://orcid.org/0000-0003-2446-0653
Palavras-chave: Ciência da Informação. Epistemologia. International Society for Knowledge Organization. Memória.

Resumo

Aborda o conceito de memória nos anais do capítulo ISKO – Brasil a partir de diálogos entre a epistemologia na Ciência da Informação e nos estudos de memória. Investiga sobre os principais conceitos e autores que fundamentam a categoria ‘Memória’ nos trabalhos publicados nos anais do capítulo ISKO – Brasil referentes aos anais dos anos de 2012, 2013, 2015 e 2017. Caracteriza-se como uma pesquisa de natureza básica, descritiva, bibliográfica e quantiqualitativa. O termo ‘memória’ foi buscado no título, palavras-chave e texto completo. Houve duas etapas de análise do corpus, a primeira quantitativa na qual, em 48 documentos, verificou-se os principais conceitos de memória abordados, quantidade de documentos por ano e principais autores citados. Após a aplicação de novo filtro foi possível identificar quais documentos trabalharam os conceitos de memória de maneira mais aprofundada e este corpus de 17 documentos foi submetido a uma análise qualitativa que permitiu comparar a abordagem utilizada nos textos com o que foi apontado na fundamentação teórica deste artigo. Conclui-se que há a necessidade de amadurecimento teórico-conceitual no que tange os estudos sobre memória sob o ponto de vista dos participantes do capítulo ISKO - Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Keitty Rodrigues Vieira, Universidade Federal de Santa Catarina, Departamento de Ciência da Informação, Programa de Pós-Graduação, Florianópolis, SC, Brasil

Doutoranda em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal de Santa Catarina (PGCIN-UFSC).

Cezar Karpinski, Universidade Federal de Santa Catarina, Departamento de Ciência da Informação, Programa de Pós-Graduação, Florianópolis, SC, Brasil

Bacharel em Filosofia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (2002), mestre e doutor em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (2006-2011). Professor Adjunto IV da Universidade Federal de Santa Catarina - Departamento de Ciência da Informação. Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação na Universidade Federal de Santa Catarina

Referências

BERGSON, Henri. Matéria e memória: ensaio sobre a relação do corpo com o espírito. 4. ed. São Paulo: WMF M. Fontes, 2010. 291 p.

BRITO, Verônica Martins de. A preservação da memória científica da Fiocruz: a visão de quem faz ciência. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 5., 2003, Anais... 2003. Disponível em: <http://enancib.ibict.br/index.php/enancib/venancib/paper/viewFile/1928/1069>. Acesso em: 21 nov. 2018.

CARMO, Juliana Rabello; KARPINSKI, Cezar; BRASCHER, Marisa. A relação entre a memória social e sociocognição: busca do contexto social na Organização do Conhecimento. Em Questão. Porto Alegre, v. 24, n. 1, p. 65-85, 2018. Disponível em: <http://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/ 71083/43768>. Acesso em: 13 mar. 2018.

CARVALHO SILVA, Jonathas Luiz. Tópicos em biblioteconomia e ciência da informação: epistemologia, política e educação. Rio de Janeiro: Agência Biblioo, 2016. 124 p.

FENTRESS, James; WICKHAM, Chris. Social Memory: New perspectives on the past. Cambridge, MA: Blackwell Publisher, 1998.

FREIRE, Gustavo Henrique de Araújo; CARVALHO SILVA, Jonathas Luiz. A configuração do campo da Ciência da Informação: marcas de uma identidade. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 22, p. 161-174, Número Especial, 2012. Disponível em: <http://www.ies.ufpb.br/ ojs/index.php/ies/article/view/13775/8216>. Acesso em: 27 abr. 2017.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. 2. ed. São Paulo: Centauro, 2006. 222 p.

HJORLAND, Birger. What is knowledge organization (KO)? Knowledge Organization, v. 35, n. 2/3, p. 86-101, 2008. Disponível em: <https://is.muni.cz/el/1421/jaro2016/VIKBA06/um/ 56249939/HJORLAND__Birger._What_is_knowledge_organization__KO_.pdf>. Acesso em: 18 mar. 2018.

LE GOFF, J. História e memória. Campinas: Editora da Unicamp, 1990. Disponível em: <http://memorial.trt11.jus.br/wp-content/uploads/Hist%C3%B3ria-e-Mem%C3%B3ria.pdf>. Acesso em: 19 mar. 2018.

MARTINS, Gracy Kelli; AZEVEDO NETTO, Carlos Xavier de. Representação da informação e preservação da memória: Mapeamento conceitual do patrimônio imaterial brasileiro. In: CONGRESSO BRASILEIRO EM ORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DO CONHECIMENTO, 1., 2012, Marília. Anais... . Marília: ISKO - Brasil; Fundepe, 2012. p. 122 - 136. Disponível em: <https://www.marilia.unesp.br/Home/Extensao/CEDHUM/livro-isko-brasil-finalizado.pdf>. Acesso em: 19 mar. 2018.

MEDEIROS; Wagner Oliveira de; PINHO, Fabio Assis. O uso de mapas conceituais na representação da informação memorialística de obras artístico-pictóricas. In: CONGRESSO BRASILEIRO EM ORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DO CONHECIMENTO, 4., 2017, Recife. Anais... . Recife: ISKO - Brasil; Ed. UFPE, 2017. p. 297 - 305. Disponível em: < http://isko-brasil.org.br/wp-content/uploads/2013/02/livro-ISKO-2017.pdf>. Acesso em: 19 mar. 2018.

MELO FILHO, Edilson Targino. Relações teórico-conceituais entre identidade e memória na perspectiva da Ciência da Informação. Informação em Pauta, Fortaleza, v. 1, n. 2, p.116-130, jul. 2016. Disponível em: <http://www.periodicos.ufc.br/informacaoempauta/article/ view/4428/4508>. Acesso em: 21 nov. 2018.

NORA, Pierre. Entre memória e história: a problemática dos lugares. Projeto História, São Paulo, v. 10, p. 7-28, jul./dez. 1993. Disponível em: <http://revistas.pucsp.br/index.php/revph/article/viewFile/12101/8763>. Acesso em: 19 mar. 2018.

OLIVEIRA, Eliane Braga de. O conceito de memória na Ciência da Informação no Brasil: uma análise da produção científica dos programas de pós-graduação. 2010. 194 f. Tese (Doutorado) - Curso de Ciência da Informação, Universidade de Brasília, Brasília, 2010. Disponível em: <http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/7466/1/2010_ElianeBragaOliveira.pdf>. Acesso em: 21 nov. 2018.

OLIVEIRA, Eliane Braga de; RODRIGUES, Georgete Medleg. O conceito de memória na Ciência da Informação: análise das teses e dissertações dos programas de pós-graduação no Brasil. Liinc em Revista, Rio de Janeiro, v. 7, n. 1, p.311-328, mar. 2011. Disponível em: <http://revista.ibict.br/liinc/article/view/3302/2918>. Acesso em: 21 nov. 2018.

PERALTA, Elsa. Abordagens teóricas ao estudo da memória social: uma resenha crítica. Arquivos da Memória: Antropologia, Escala e Memória, Lisboa, n. 2, p. 4-23, 2007. Disponível em: <http://www.fcsh.unl.pt/revistas/arquivos-da-memoria/ArtPDF/02_Elsa_Peralta[1].pdf>. Acesso em: 07 abr. 2018.

PEREIRA, Felipe Caldonazzo de Almeida; SERAFIM, Jucenir da Silva; MOLINA, Letícia Gorri. Memória para a ciência da informação: um trabalho interdisciplinar. In: SEMINÁRIO DE PESQUISA EM CIÊNCIAS HUMANAS, 11., 2016, São Paulo. Anais... . São Paulo: Blucher, 2016. v. 2, p. 1256 - 1267. Disponível em: <http://pdf.blucher.com.br.s3-sa-east-1.amazonaws.com/socialsciencesproceedings/xi-sepech/gt13_163.pdf>. Acesso em: 21 nov. 2018.

PINTO, Tiago Leite; RIBEIRO, Claudio José Silva. O uso de repositórios em Bibliotecas Públicas: um estudo de caso sobre a apropriação da tecnologia para suporte à produção de memória local. In: CONGRESSO BRASILEIRO EM ORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DO CONHECIMENTO, 4., 2017, Recife. Anais... . Recife: ISKO - Brasil; Ed. UFPE, 2017. p. 279 - 287. Disponível em: <http://isko-brasil.org.br/wp-content/uploads/2013/02/livro-ISKO-2017.pdf>. Acesso em: 19 mar. 2018.

POLLAK, M. Memória, silêncio e esquecimento. Estudos Históricos. Rio de Janeiro, v. 2, n. 3, p. 3-15, 1989.

RICOEUR, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Campinas: Ed. da Unicamp, 2007. 535 p.

SARACEVIC, Tefko. Ciência da informação: origem, evolução e relações. Perspectivas em Ciência da Informação. Belo Horizonte, v. 1, n.1, p. 41-62, jan./jul. 1996. Disponível em: <http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/ index.php/pci/article/view/235/22 >. Acesso em: 27 abr. 2018.

SOUZA, Edivanio Duarte de. A Epistemologia Interdisciplinar na Ciência da Informação: do indícios aos efeitos de sentido na consolidação do campo disciplinar. 2011. 346 f. Tese (Doutorado) - Curso de Ciência da Informação, Escola de Ciência da Informação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2011. Disponível em: <http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/bitstream/handle/1843/ECID-8P2JNH/ epistemologia_interdisciplinar_edivanio.pdf?>. Acesso em: 27 abr. 2018.

WERSIG, Gernot; NEVELING, Ulrich. The phenomena of interesting to information science. Information Scientist, v. 9, n. 4, p. 127-140, dez. 1975. Disponível em: <http://sigir.org/files/museum/pub-13/18.pdf>. Acesso em: 12 mar 2018.

Publicado
2018-12-12
Como Citar
Vieira, K., & Karpinski, C. (2018). O conceito de memória nos anais do capítulo da International Society for Knowledge Organization ISKO-Brasil sob uma perspectiva epistemológica. Revista Ibero-Americana De Ciência Da Informação, 12(2), 294-309. https://doi.org/10.26512/rici.v12.n2.2019.8732