Visualização de dados abertos no setor público

Fabiano Couto Corrêa da Silva

Resumo


O grande volume de dados disponíveis em portais governamentais atinge o status de dados realmente abertos quando ocorre uma comunicação social bidirecional entre a administração pública e a população. Um dos pontos chave para tornar essa comunicação efetiva é a disponibilização de dados por meio de ferramentas que possibilitem compreender seu significado e serem reutilizados. Este artigo discute aspectos relacionados com a apresentação visual de dados abertos disponíveis pelo governo e introduz uma técnica efetiva para visualização de informações por meio de um estudo de caso. Com o intuito de demonstrar o potencial da visualização de dados públicos, exploramos o uso de de uma ferramenta que possibilitou representar conjuntos de dados de acesso aberto. Foi desenvolvido uma representação gráfica de uma fonte de dados selecionada aleatoriamente para demonstrar como a visualização de dados pode ser útil para facilitar que os cidadãos entendam as interconexões e os relacionamentos causa-efeito que estão por trás de cada atividade ou conjunto de políticas públicas.



Palavras-chave


Conjuntos de dados; Dados Abertos; Dados Públicos, Gestão de Dados; Visualização de dados.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. CONTROLADORIA GERAL DA UNIÃO. Parceria para o Governo Aberto. Países participantes da OGP. Disponível em: http://www.governoaberto.cgu.gov.br/central-de-conteudo/documentos/arquivos/composicao-paises-ogp.pdf Acesso em: 4 nov. 2017.

BRASIL. Decreto n. 8.777, de 11 de maio de 2016. Política de Dados Abertos do Poder Executivo federal. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/decreto/D8777.htm Acesso em: 10 nov. 2017.

BRASIL. Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011. Regula o acesso a informações previsto no inciso XXXIII do art. 5o , no inciso II do § 3o do art. 37 e no § 2o do art. 216 da Constituição Federal; altera a Lei no 8.112, de 11 de dezembro de 1990; revoga a Lei no 11.111, de 5 de maio de 2005, e dispositivos da Lei no 8.159, de 8 de janeiro de 1991; e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 18 dez. 2011c. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/lei/l12527.htm Acesso em: 10 nov. 2017.

BRASIL. SENADO FEDERAL. Siga Brasil. Orçamento da União. Disponível em: https://www12.senado.leg.br/orcamento/sigabrasil Acesso em: 11 nov. 2017.

COKER, Omolola. The emergence of Nigeria's Freedom of Information. International Law Office, August 2011. Disponível em: https://goo.gl/SyiR4i Acesso em: 15 nov. 2017.

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA. Justiça em números. Disponível em: http://www.cnj.jus.br/programas-e-acoes/pj-justica-em-numeros/relatorios Acesso em: 10 jan. 2018.

DAGOSTIN, Daniela. A utilização das tdics como ferramenta interativa no processo de ensino – aprendizagem da disciplina química no ensino superior. SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA, São Carlos, 2014. Anais. São Carlos: UFSCAR. 2014.

DATA USA. Disponível em: https://datausa.io/ Acesso em: 12 nov. 2017.

DIAS, Mateus Pereira. A contribuição da Visualização da Informação para a Ciência da Informação. 2007. 116 f. Dissertação (Mestrado) – Curso de Ciência da Informação, Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUC, Campinas, 2007.

MARCOS-MARTÍN, Carlos; SORIANO-MALDONADO, Salvador-Luis. Reutilización de la información del sector público y Open data en el contexto español y europeo. Proyecto Aporta. El profesional de la información, Barcelona, v. 20, n. 3, mai./jun., p. 291–297, 2011. Disponível em: http://es.scribd.com/doc/57214418/Reutilizacion-de-la-informacion-del-sector-publico-y-open-data-en-el-contexto-espanol-y-europeo. Acesso em: 12 nov. 2017.

OPEN DATA BAROMETER. Disponível em: http://opendatabarometer.org Acesso em: 10 nov. 2017.

OPEN GOVERNMENT PARTNERSHIP. Disponível em: https://www.opengovpartnership.org Acesso em: 10 nov. 2017.

OPEN KNOWLEDGE FOUNDATION. World ranking open data. Disponível em: https://index.okfn.org Acesso em: 10 nov. 2017.

RAMÍREZ-ALUJAS, Álvaro; DASSEN, Nicolás. Vientos de cambio: El avance de las políticas de gobierno abierto en América Latina y el Caribe. Banco Interamericano de Desarrollo. Nota técnica #idb-tn-629. 2014. Disponível em: https://publications.iadb.org/handle/11319/6400 Acesso em: 10 nov. 2017.

SILVA, Fabiano Couto Corrêa da. Gestión de datos de investigación. Barcelona: Editorial UOC, 2016.

W3C. Brasil. Manual dos Dados Abertos: Governo. Disponível em: http://www.w3c.br/pub/Materiais/PublicacoesW3C/Manual_Dados_Abertos_WEB.pdf

Acesso em: 11 nov. 2017.

WARE, Colin. Information Visualization: Perception for design. 3rd ed. Amsterdam: Morgan Kaufmann Publishers, 2013.

WORLD WIDE WEB FOUNDATION. Disponível em: https://webfoundation.org Acesso em: 10 jan. 2017.




Revista Ibero-americana de Ciencia de la Información (RICI)
ISSN 1983-5213
Uma publicação da Universidade de Brasília - UnB
Todos os trabalhos publicados aqui estão sob uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

CC-BY-NC

 

Siga-nos pelas redes sociais ... 

@riciunb

@riciunb