A Ciência da Informação e os 200 anos da Independência Brasileira

Murilo Bastos da Cunha

Resumo


O editorial comenta a importância de celebrar o Bicentenário da Independência do Brasil, a ser comemorado em setembro de 2022. Independentemente das atividades que possivelmente serão planejadas em outras áreas, o autor sugere que na Ciência da Informação também devam ser pensadas e executadas ações que ajudem a abrilhantar as comemorações do Bicentenário, a saber: novos conteúdos digitais pela Biblioteca Nacional, criação de bases de dados e análise da situação das bibliotecas, arquivos e museus. Neste segundo número de 2017 foram publicados 11 artigos.

Palavras-chave


Independência brasileira; periódico científico

Texto completo:

PDF

Referências


BIBLIOTECA NACIONAL (Rio de Janeiro). Missão da Biblioteca Nacional Digital. Disponível em: http://bndigital.bn.gov.br/sobre-a-bndigital/?sub=missao/ Acesso em: 23 maio 2017.

CUNHA, Murilo Bastos da. Bases de dados no Brasil: um potencial inexplorado. Ciência da Informação, Brasília, v. 18, n. 1, p. 45-57, jan. /jun. 1989. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/322. Acesso em 23 maio 2017.

LUSKAY, Jack R. The White House Conference on Library and Information Services, November 15-19, 1979: a Report. School Media Quarterly, v. 8, n. 3, p. 137-152, Spring 1980.




UnB Revista Ibero-americana de Ciência da Informação (RICI)
ISSN 1983-5213
Faculdade de Ciência da Informação (FCI)
Programa de Pós Graduação em Ciência da Informação

 

 

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.