A mediação da leitura na produção científica portuguesa

Palavras-chave: Mediação da leitura. produção científica. biblioteca. Portugal. Repositórios Científicos de Acesso Aberto de Portugal.

Resumo

No âmbito da mediação da leitura, reconhece-se a importância do acesso à informação e leitura pelos cidadãos, bem como o papel assumido pelos serviços de informação na construção das competências leitoras e no desenvolvimento da cidadania, com destaque para as bibliotecas. Face à relevância deste assunto, tem-se o objetivo de aferir qual a atenção que os académicos portugueses têm dado a este tema, especificamente verificar se, na produção científica portuguesa, existe um interesse proporcional à relevância das práticas de mediação de leitura (implícitas e explícitas) e se é possível detetar tendências neste domínio. Para tal, realiza-se um estudo de caso no portal RCAAP - Repositórios Científicos de Acesso Aberto de Portugal. Os resultados mostram algum interesse pelo tema, mas principalmente na área da Educação. Os conteúdos científicos são de produção irregular ao longo dos anos, sem destaque para instituições ou autores específicos e estão presentes maioritariamente em dissertações de mestrado. Conclui-se que a produção científica portuguesa, em especial a área da Ciência da Informação, parece não se interessar significativamente pelo tema da mediação da leitura como seria suposto, e que não existem tendências claras neste domínio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patrícia de Almeida, Universidade de Coimbra, Faculdade de Letras, Coimbra, Portugal

Professora, bibliotecária, doutoranda em Ciência da Informação.

Referências

ALMEIDA JÚNIOR, O.; BORTOLIN, S. Mediação da Informação e da Leitura. In: SEMINÁRIO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO - UEL,2., Londrina, 2007. Disponível em: <http://eprints.rclis.org/13269/>. Acesso em: 15 de fevereiro de 2018.

ARAÚJO, R.; ARAÚJO, R. Ler, compartilhar e interagir: blogs como ferramentas de mediação de leitura. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, v. 20, n. 2, p. 240-260, 2015. Disponível em: <https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/1042>. Acesso em: 30 de março de 2018.

BOJCZYK, K.; DAVIS, A.; RANA, V. Mother-child interaction quality in shared book reading: Relation to child vocabulary and readiness to read. Early Childhood Research Quarterly, v.36, p. 404-414, 2016. Disponível em: <https://doi.org/10.1016/j.ecresq.2016.01.006>. Acesso em: 14 de fevereiro de 2018.

BORTOLIN, S.; ALMEIDA JÚNIOR, O. Mediação da literatura para leitores-ouvintes. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 19, n. 1, p. 207-226, 2014. Disponível em: <http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/1537>. Acesso em: 15 de fevereiro de 2018.

CABRAL, L. Um futuro sempre presente: a continuidade da missão da Biblioteca Nacional de Portugal. Biblos, v. 3, n. 3, p. 149–167, 2017. Disponível em: <https://doi.org/https://doi.org/10.14195/0870-4112_3-3_7>. Acesso em: 14 de fevereiro de 2018.

CORDÓN, J.-A.; ALONSO-ARÉVALO, J. Mediación y legitimación cultural: la impronta de las redes sociales. Anuario ThinkEPI, v. 6, p. 264-268, 2012. Disponível em: <http://www.thinkepi.net/mediacion-y-legitimacion-cultural-la-impronta-de-las-redes-sociales>. Acesso em: 4 de abril de 2018.

CRIPPA, G. Alguns tratados sobre bibliotecas como fontes para a história da organização para a mediação da informação. Informação & Informação, v. 19, n. 2, p. 78-97, 2014. Disponível em: <https://doi.org/10.5433/1981-8920.2014v19n2p78>. Acesso em: 28 de março de 2018.

ECO, U. A Biblioteca. Lisboa: Difel Difusão Editorial, 1994.

FLECK, F.; CUNHA, M.; CALDIN, C. Livro ilustrado: texto, imagem e mediação. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 21, n. 1, p. 194-206, 2016. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/1981-5344/2390>. Acesso em 15 de fevereiro de 2018.

GUEDES, M.; BAPTISTA, S. Biblioterapia na Ciência da Informação: Comunicação e Mediação. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, v. 18, n. 36, p. 231-253, 2013. Disponível em: <https://doi.org/10.5007/1518-2924.2013v18n36p231>. Acesso em: 29 de abril de 2018.

MARTINS, A. Mediação e bibliotecas públicas: uma perspectiva dialética. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 19, p. 164-185, 2014. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/1981-5344/2298>. Acesso em: 15 de fevereiro de 2018.

NEITZEL, A.; BRIDON, J.; WEISS, C. Mediações em leitura: encontros na sala de aula. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, v. 97, n. 246, p. 305-322, 2016. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1590/S2176-6681/379014641>. Acesso em: 20 de fevereiro de 2018.

RASTELLI, A.; CAVALCANTE, L. A competência em informação e o bibliotecário mediador da leitura em biblioteca pública. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, v. 18, n. 36, p. 157-180, 2013. Disponível em: <https://doi.org/10.5007/1518-2924.2013v18n36p157>. Acesso em 29 de abril de 2018.

REDIGOLO, F.; FUJITA, M. A leitura profissional do catalogador e seu papel como mediadora da informação. Informação & Informação, v. 20, n. 3, p. 356-376, 2015. Disponível em: <https://doi.org/10.5433/1981-8920.2015v20n3p356> . Acesso em: 28 de março de 2018.

RODRIGUES, B.; CRIPPA, G. A recuperação da informação e o conceito de informação: o que é relevante em mediação cultural?. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 16, n. 1, p. 45-64, 2011. Disponível em: <http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/995>. Acesso em: 15 de fevereiro de 2018.

SÁNCHEZ, J. El papel del librero, o cómo Caperucita se escapa del lobo. Revista de Estudios Socioeducativos, v. 4, p. 174-184, 2016. Disponível em: <http://rodin.uca.es/xmlui/handle/10498/18950>. Acesso em: 3 de maio de 2018.

SILVA, A. A. As livrarias como espaço de mediação de leitura. Biblos, v. 23, n. 2, p. 117-125, 2009. Disponível em: <https://www.seer.furg.br/biblos/article/view/1310>. Acesso em: 14 de fevereiro de 2018.

SILVA, R. Formar leitores na escola: o projeto pedagógico, a biblioteca escolar e a mediação. Informação & Informação, v. 20, n. 3, p. 487-506, 2015. Disponível em: <https://doi.org/10.5433/1981-8920.2015v20n3p487>. Acesso em: 20 de fevereiro de 2018.

SILVA, G.; ARENA, D. O pequeno leitor e o processo de mediação de leitura literária. Alabe, v. 6, p. 1-14, 2012. Disponível em: <http://revistaalabe.com/index/alabe/article/view/105>. Acesso em: 14 de fevereiro de 2018.

SILVEIRA, T. O que falta na atual mediação da leitura?. Páginas a&b, v. 3, n. 1, p. 3-13, 2014. Disponível em: <http://ojs.letras.up.pt/index.php/paginasaeb/article/view/594>. Acesso em: 8 de março de 2018.

TEIXEIRA, C.; COSTA, A. Movimento booktubers: práticas emergentes de mediação de leitura. Texto Livre - Linguagem e Tecnologia, v. 9, n. 2, p. 13-31, 2016. Disponível em: <http://periodicos.letras.ufmg.br/index.php/textolivre/rt/metadata/10974/9806>. Acesso em: 1 de março de 2018.

YIN, R. Estudo de Caso. Planejamento e Métodos. Porto Alegre: Bookman, 2005.

Publicado
2019-09-13
Como Citar
AlmeidaP. de. (2019). A mediação da leitura na produção científica portuguesa. Revista Ibero-Americana De Ciência Da Informação, 12(3), 837-849. https://doi.org/10.26512/rici.v12.n3.2019.19972