Cantando com coisas em arquivos de museus etnográficos

a reunificação de unidades materiais/imateriais como parte de uma etnomusicologia engajada

Palavras-chave: Música Indígena, Cultura material/imaterial, Museu, Etnomusicologia Engajada

Resumo

Este artigo mostra, em um primeiro momento, como a separação de unidades ontológicas de entidades materiais e imateriais foi destruída pela prática da coleta colonial. Portanto, a ideia de um “coletivo” (Descola, Latour) como uma noção de extensão da cultura é usada, incluindo interações humanas e não humanas ontologicamente relevantes. Em um segundo momento foram apresentados projetos recentes mostrando o que significa pensamento coletivo em cooperações entre a chamada “cultura de origem” e os museus etnográficos europeus. Além disso, são discutidos os resultados do meu projeto de longa duração realizado com o povo indígena Pemón AreTauKa (Venezuela / Brasil / Guiana) e a cooperação contínua com o projeto “compartilhar saberes” do Museu Etnográfico Berlin Dahlem, com o objetivo de revelar ideias e estratégias para reunir entidades relevantes de objetos sonoros e físicos às suas unidades ontológicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Matthias Lewy, Universidade de Brasília

Dr., atualmente pesquisador de pós-doutorado e professor colaborador na Universidade de Brasília (UnB), atuou como professor de etnomusicologia em várias universidades da Alemanha (Universität Halle-Wittenberg), antropologia cultural (Freie Universität Berlin, Universität Bonn, Philipps-Universität Marburg), estudos de música popular (Universidade Humboldt de Berlim) e administração cultural (Europa Universität Frankfurt / Oder). É coeditor de “El oído pensante” desde 2014, editor convidado de “Música em contexto” (2017). Ele publicou recentemente o livro “Sudamérica y sus mundos audibles: cosmologías y prácticas sonoras de los pueblos indígenas”, com Bernd Brabec de Mori e Miguel García.

Referências

Bastos, Rafael J. de M. 1999. “Apùap world hearing: on the Kamayurá phono-auditory system and the anthropological concept of culture.” The World of Music 41 (1): 85–96.

Bastos, Rafael J. de M. 2013. “Apùap world hearing revisited: talking with ‘animals’, ‘spirits’ and other beings, and listening to the apparently inaudible”. Ethnomusicology Forum 22: 287–305.

Descola, Philippe. 2013. Beyond nature and culture. Chicago: University of Chicago Press.

Gell, Alfred. 1998. Art and Agency: an anthropological theory. Oxford: Clarendon Press.

Haas, Richard, Gaudencio Moreno Muñoz, and María Morera Muñoz. 2018. ‘Las colecciones del Alto Río Negro en el Ethnologisches Museum de Berlín: aproximaciones recientes a una colección antigua’. In Objetos como testigos del contacto cultural: perspectivas interculturales de la historia y del presente de las poblaciones indígenas del Alto Río Negro (Brasil/Colombia), edited by Michael Kraus, Ernst Halbmayer, and Ingrid Kummels, 135–54. Estudios Indiana 11. Berlin: Gebr. Mann Verlag.

Halbmayer, Ernst. 2010. Kosmos und Kommunikation. Weltkonzeptionen in der Südamerikanischen Sprachfamilie der Cariben. Vol. 1, 2. Wien: Facultas.

Latour, Bruno. 1993. We have never been modern. Cambridge: Harvard University Press.

Lewy, Matthias. 2017a. “About indigenous perspectivism, indigenous sonorism and the audible stance: approach to a symmetrical auditory anthropology”. El Oído Pensante 5 (2): 1–22.

Lewy, Matthias. 2017b. “’Com o arquivo de volta ao campo’. A reinterpretação e recontextualização das gravações de KochGrünberg (1911) entre o povo Pemón”. Música em Contexto, Ano XI (1): 251–88.

Lewy, Matthias. 2012. “Different ‘seeing’ – Similar ‘hearing’: ritual and sound among the Pemón (Gran Sabana/Venezuela)”. Indiana 29: 53–71.

Lewy, Matthias. 2016. “The transformation of the ‘worlds’ and the becoming of ‘real human’: amerindian sound ontologies in Guiana’s songs and myths”. In Music in an Intercultural Perspective, edited by Antenor Ferreira Corrêa, 49–60. Brasília: Strong Edições.

Lewy, Matthias. 2018. “Los cantos de Kanaima”. ILHA Revista de Antropologia 20 (1): 89–116.

Said, Edward W. 1978. Orientalism. London: Routledge & Kegan Paul Ltd.

Tomlinson, Gary. 2007. The singing of the new world: indigenous voice in the era of european contact. Cambridge: Cambridge University Press.

Wright, Robin. 2017. “As tradições sagradas de Kuwai entre os povos Aruaque Setentrionais: estruturas, movimentos e variações”. Mana 23 (3): 609–52.

Publicado
2018-12-20
Como Citar
Lewy, Matthias. 2018. Cantando Com Coisas Em Arquivos De Museus Etnográficos. Música Em Contexto 12 (1), 34-47. http://periodicos.unb.br/index.php/Musica/article/view/23510.
Seção
Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##