O Brasil feliz de novo

uma análise retórica do jingle do Partido dos Trabalhadores

  • Guilherme Leonardo Araujo Universidade Federal do Paraná
Palavras-chave: canção, persuasão, comunicação, jingle

Resumo

O presente artigo apresentou uma análise retórica do jingle O Brasil feliz de novo. O objetivo da análise foi identificar como a canção foi construída para persuadir os eleitores a votarem no candidato do Partido dos Trabalhadores. A metodologia utilizada foi análise retórica elaborada por Leach (2010). Buscou-se identificar a construção da sua narrativa da letra do jingle em paralelo com os principais fatos que influenciaram o cenário político da campanha eleitoral de 2018. Concluiu-se que o principal elemento persuasivo presente na letra do jingle foi a emoção, gerada principalmente pelo grande número de metáforas presentes no jingle.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Citelli, Adilson. 2002. Linguagem e persuasão. 15o ed. São Paulo: Ática.

Correio Braziliense. 2018. “‘Lula é Haddad’, diz a nova versão do jingle de campanha do PT”, 3 de setembro de 2018. Disponível em https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2018/09/04/interna_politica,703847/lula-e-haddad-diz-a-nova-versao-do-jingle-de-campanha-do-pt.shtml, acessado em 10 dezembro 2018.

Dantas, Dimitrus. 2018. “PT muda jingle para adaptar campanha às determinações do TS”. O Globo. 4 de setembro de 2018. Disponível em https://oglobo.globo.com/brasil/pt-muda-jingle-para-adaptar-campanha-as-determinacoes-do-tse-23038093, acessado em 10 dezembro 2018.

Garcia, Gustavo, Mariana Oliveira, e Sara Resente. 2018. “PT registra candidatura de Lula a presidente com ato em frente ao TSE”. Portal G1. 15 de agosto de 2018. Disponível em https://g1.globo.com/politica/eleicoes/2018/noticia/2018/08/15/pt-registra-candidatura-de-lula-a-presidente-com-ato-em-frente-ao-tse.ghtml, acessado em 10 dezembro 2018.

Hermida, Xose, Regiane Oliveira, e Marina Rossi Fernandes. 2018. “Eu não sou um ser humano, sou uma ideia. E não adianta tentar acabar com as ideias”. El País, 8 de abril de 2018. Disponível em https://brasil.elpais.com/brasil/2018/04/08/politica/1523145272_467301.html, acessado em 10 dezembro 2018.

“JINGLES ELEITORAIS. Todos os jingles de Fernando Haddad em 2018”. 2018. YouTube. 28 de outubro de 2018. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=-4988kCvbkw, acessado em 10 dezembro 2018.

Leach, Joan. 2011. “Análise Retórica”. In Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático, organizado por Martin Bauer e George Gaskell, traduzido por Pedrinho A. Guareschi, 293–318. Petrópolis: Vozes.

Leite, Bruno V. 2018. “Existe brecha na Lei da Ficha Limpa? A análise do caso Lula. O método de interpretação a ser utilizado por nosso Judiciário decidirá o caso Lula”. Revista Jus Navigandi 23 (5530). Disponível em https://jus.com.br/artigos/68485, acessado em 10 dezembro 2018.

Levitin, Daniel J. 2010. A música no seu cérebro: a ciência de uma obsessão humana. Traduzido por Clóvis Marques. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

Lopes, Nathan. 2018. “Após ‘bênção’ de Lula na prisão, Haddad é anunciado candidato a presidente”. Uol. 11 de setembro de 2018. Disponível em https://noticias.uol.com.br/politica/eleicoes/2018/noticias/2018/09/11/na-policia-federal-pt-substitui-lula-e-torna-haddad-candidato-a-presidente.htm, acessado em 10 dezembro 2018.

Marcondes Filho, Ciro. 1991. Ideologia. 7o ed. São Paulo: Global.

Marcondes Filho, Ciro. 1994. Sociedade tecnológica. São Paulo: Scipione.

Marcondes Filho, Ciro. 2004. Até que ponto de fato nos comunicamos?: uma reflexão sobre o processo de individuação e formação. São Paulo: Paulus.

Marcondes Filho, Ciro. 2010. O princípio da razão durante: comunicação para os antigos, a fenomenologia e o bergsonismo: nova teoria da comunicação III. Vol. 1. São Paulo: Paulus.

Marcondes Filho, Ciro. 2014. Das coisas que nos fazem pensar: o debate sobre a nova teoria da comunicação. São Paulo: Ideias et Letras.

Marcondes Filho, Ciro. 2016. Teorias da comunicação, hoje. 1o ed. São Paulo: Paulus.

Meirelles, Henrique. 2018. “Jingle - Chama o Meirelles!” YouTube. 12 de julho de 2018. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=xdOgsPvB3D8, acessado em 10 dezembro 2018.

Napolitano, Marcos. 2015. História & Música: história cultural da música popular. 3o ed. Belo Horizonte: Autêntica.

Noblat, Ricardo. 2010. “Lula lá – Coro dos artistas, 1989”. YouTube. 26 de outubro de 2010. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=kZF1f4eH3eA, acessado em 10 dezembro 2018.

“Nota oficial: Condenação de Lula representa ataque à democracia”. 2017. Partido dos Trabalhadores. 2017. Disponível em http://www.pt.org.br/nota-oficial-condenacao-de-lula-representa-ataque-a-democracia, acessado em 10 dezembro 2018.

Oliveira, Mariana. 2018. “PT anuncia substituição de candidatura de Lula por Haddad”. CONJUR, 11 de setembro de 2018. Disponível em https://www.conjur.com.br/2018-set-11/pt-anuncia-substituicao-candidatura-lula-haddad, acessado em 10 dezembro 2018.

Panke, Luciana. 2011. “Discurso e propaganda eleitoral: conceitos e técnicas”. In Anais Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, Recife, PE. Recife: Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação.

Panke, Luciana. 2015. “Uma proposta de tipologia para os jingles”. Rádio Leituras 6 (2): 83–106.

Rebello, Aiuri. 2018. “O candidato só”. Uol. 2 de outubro de 2018. Disponível em https://www.uol/noticias/especiais/campanha-presidente-henrique-meirelles-r-45-milhoes-eleicoes-2018-.htm, acessado em 10 dezembro 2018.

Soares, José Manoel Montanha da Silveira. 2017. “Resenha de: A onda conservadora: ensaios sobre os atuais tempos sombrios no Brasil”. Em Pauta 39 (15): 271–75. Disponível em https://doi.org/10.12957/rep.2017.30390, acessado em 10 dezembro 2018.

Souza, Américo de. 2002. A persuasão: estratégias de comunicação influente. Rio de Janeiro: Nórdica.

Tavares, Joelmir, e Rodrigo Borges Delfim. 2018. “Eleitores que não pretendem votar em ninguém se dizem desiludidos com a política”. Folha de São Paulo, 1o de julho de 2018. Disponível em https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/07/eleitores-que-nao-pretendem-votar-em-ninguem-se-dizem-desiludidos-com-a-politica.shtml, acessado em 10 dezembro 2018.

Treece, David. 2000. “A flor e o canhão: a bossa nova e a música de protesto no Brasil (1958/1968). História, Questões e Debates”. Associação Paranaense de História (APAH) / Programa de Pós Graduação em História/UFPR 17 (32): 121–68.

Wentzel, Marina, e Mariana Schreiber. 2018. “Comitê da ONU diz que Lula deveria disputar eleição; para Itamaraty, recomendação não tem impacto jurídico”. BBC NEWS. 17 de agosto de 2018. Disponível em https://www.bbc.com/portuguese/brasil-45196783, acessado em 10 dezembro 2018.

Publicado
2018-12-20
Como Citar
AraujoGuilherme Leonardo. 2018. “O Brasil Feliz De Novo”. Música Em Contexto 12 (1), 151-65. http://periodicos.unb.br/index.php/Musica/article/view/21988.
Seção
Artigos