UM ESTUDO SOBRE A IMPROVISAÇÃO MUSICAL DE CRIANÇAS NUM CONTEXTO MUSICAL INTERATIVO/REFLEXIVO

Rosane Cardoso de Araujo, Anna Rita Adessi

Resumo


Neste artigo é apresentado um estudo sobre
o processo de improvisação musical de duas crianças
em contexto musical interativo/reflexivo. Os dados
foram coletados na Itália dentro do Projeto MIROR
(Music Interaction Relaying On Reflexion/7° Programa de
Pesquisa e Desenvolvimento da União Europeia), polo da
Universidade de Bolonha. Várias sessões de improvisação
foram realizadas com duas crianças de 8 anos que
brincavam juntas em um teclado preparado com o sistema
musical interativo / reflexivo “MIROR Impro“ e também em
um teclado normal, sem o sistema. As análises do estudo
de caso foram baseadas na observação de gravações de
vídeo recolhidos durante as sessões. Em um processo
de microanálise, foram estudadas as improvisações das
crianças com base nas categorias de Torrence e Ball
e também discutidas por meio da Teoria do Fluxo de
Csikszentmihalyi. Os resultados indicam que a prática de
improvisação musical das crianças, sob o ponto de vista
criativo, traz indicadores de criatividade como movimento,
combinação de ideias, fantasia e emoção. A análise
qualitativa e quantitativa desse estudo demonstraram que
esses comportamentos criativos forram mais evidentes
quando as crianças executavam o sistema MIROR Impro.

Palavras-chave


improvisação musical; criatividade; contexto musical interativo/reflexivo; MIROR Project; MIROR Impro.

Texto completo:

PDF