“Com o arquivo de volta ao campo”. A reinterpretação e recontextualização das gravações de Koch-Grünberg (1911) entre o povo pemón

  • Matthias Lewy Universidade de Brasília
Palavras-chave: Arquivo, repatriação, Koch-Grünberg, Pemón, Makuxí, Venezuela, Brasil

Resumo

O antropólogo e lingüista alemão Theodor Koch-Grünberg realizou as primeiras gravações dos povos Taurepán, Arekuna (Pemón) e Makuxí no sul da Venezuela e Norte do Brasil em 1911. A primeira parte desta contribuição centra-se sobre os primeiros passos e problemas ao tentar “trazer as gravações de volta”. A segunda parte mostra como as minhas intenções de identificar questões relacionadas à continuidade e mudanças musicais na cultura Pemón mudaram para diferentes pontos de vista e pontos de audição. A primeira discute a idéia de gravações históricas como entidades políticas e sociais. O segundo ponto refere-se a um conceito de gravações históricas como um iniciador de ressonância, seguido de uma breve descrição de como essas gravações foram úteis para reconstruir a história e, nesse processo, quais problemas foram revelados. A última parte concentra-se no tema das gravações históricas e seu papel como entidades ontológicas. Finalmente, dar-se-á uma breve visão do processo de como essas gravações foram contextualizadas na construção da identidade Pemón.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-11-24
Seção
Artigos Científicos - linha C

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##